Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O sorriso do Vasco

O Vasco é um miúdo que passou há pouco os 20 anos e que cegou num acidente. O pai costuma ler-lhe as entrevistas que faço, e essa é uma maneira de o "apresentar" a diferentes pessoas e às suas vidas (além de ser uma maneira de o manter em diálogo com o mundo). Quem me "apresentou" ao Vasco foram as minhas amigas Lála Faria e Janeca Marques, que o conhecem da Escola de Música Valentim de Carvalho no Porto, que ele frequenta e onde elas trabalham. O Vasco andava à procura do meu livro de entrevistas "O Sonho de um Curioso" (2003) para oferecer de presente de anos ao pai. 
Na sexta feira que passou, conheci o Vasco, e ele tinha o sorriso que eu imaginei que ele tinha. 
Esta história que vos conto é a mais comovente da minha vida profissional. Raramente percebo como aquilo que faço toca outros (pelo menos desta maneira). É uma benção. 
Nem sei bem o que dizer... Talvez isto: "Força, Vasco. É uma maravilha que não percas o teu sorriso". Quando estiver cansada ou farta ou essas coisas que estão sempre a acontecer-nos, vou tentar pensar em ti. "E gostei de dançar contigo!"

 

ps: Disseram-me agora as minhas amigas que, já depois do acidente, o Vasco se licenciou em Filosofia e está a fazer o mestrado. Um vencedor!

Em destaque

Entradas recentes