Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Curso de Cultura Geral (8 Jan 2017)

Quando preparava este programa, ocorreu-me a imagem da edificação de uma casa. É preciso escavar, é preciso pôr alicerces. Antes disso, é preciso ter um projecto. Na nossa formação cultural, há também um longo processo no subterrâneo, que aparece mais à frente, que assume por vezes formas inesperadas. Depois há o que fazemos, o que é visível à superfície. E depois, outra coisa, ainda, há a forma como habitamos a casa quando ela está construída, o modo como, no terreno, percepcionamos uma coisa e ela fica nossa, fica à nossa medida. Como se formaram esta escritora e jornalista, este artista plástico, este arquitecto? Pedi-lhes que pensassem em coisas marcantes na sua construção. Há um cimento, além do mais, que os liga: a amizade. E o encontro, ter um interlocutor, pode ser um desses alicerces. 

 

A lista de Clara Ferreira Alves:
1- Médio-Oriente
2- "Lawrence da Arábia", T.E. Lawrence
3- "Flagelação" de Caravaggio, no museu Capodimonte, Nápoles
4- "Liebestod" da ópera Tristão e Isolda de Wagner; e ária "Non Temere Amato Bene" de Mozart por Barbara Hendricks
5- "O Nó do Problema" de Graham Greene
6- As ruas de Londres
7- "King Lear" de Shakespeare
8- "Tabacaria" de Álvaro de Campos
9- O mar
10- Montanhas do Afeganistão, Vale do Panjshir

 

A lista de João Luís Carrilho da Graça:
1- Plantas topográficas de Lisboa pelo Eng.º Augusto Vieira da Silva. 
2- "A responsabilidade do artista consiste em aperfeiçoar a sua obra até que ela se torne atractivamente desinteressante. […] A própria alma é de tal forma simples que não pode ter acerca de duas coisas mais do que uma ideia de cada vez… Uma Pessoa não pode ter senão mais do que uma atenção." Eckhart in John Cage, Silence: Letters and Writings.
3- Sala de trabalho com tela de Pedro Casqueiro (fotografia de Maria Timóteo)
4 - Sala de trabalho com Blind Image de João Louro (fotografia de Albano da Silva Pereira)
5 - Estudo para um quarteirão da baixa pombalina com escultura de Julião Sarmento (fotografia de Tiago Casanova)
6 - Panteão de Roma
7 - Casa Farnsworth, Illinois; Mies van der Rohe, 1945-1951
8 - “O que se procura na obra de arte?”, Isabelle Graw
9 - “City as Living Laboratory”, Mary Miss
10 - Brilliant Corners, Thelonious Monk, 1957

 

Falta a lista do Julião, que preferiu fazer uma coisa menos sistematizada, mais digressiva,

 

 

 

 

Em destaque

Entradas recentes