Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

(Quase) Toda uma Vida - Eduardo Lourenço

O próximo convidado do (Quase) Toda uma Vida no CCB, dia 7 de Maio, será o prof. Eduardo Lourenço. No pequeno auditório, às 17h. Entrada livre (sujeita à lotação da sala). Eu modero. 

A sessão com o arquitecto Siza Vieira fica adiada (nova data a anunciar). 

Sobre Eduardo Lourenço: 

Nasceu em São Pedro de Rio Seco há (quase) 94 anos. É um homem que lida com as ideias, um homem que se interessa por tudo, que se espanta com o mundo a acontecer. Filósofo ("Curiosamente o que me interessou sempre mais foi a História. A Filosofia, não sabia bem para que é que servia. Ninguém sabia. Ainda hoje não sei.") Estudou no colégio militar, depois Coimbra, depois o mundo rasgou-se e viveu na Alemanha e em França. "Heterodoxias" deixou uma marca imensa no país fechado que éramos, em 1949; é o primeiro dos seus livros. A heterodoxia é uma marca sua, na forma original como pensa o mundo, como nos pensa a nós, Portugal, e não só. Comummente apontado como o maior pensador português vivo, gostaria de ter sido romancista. Numa entrevista antiga, disse: "A identidade no sentido em que a tomamos, como qualquer coisa de particular, uma voz que é só nossa, que escutamos, é dada pela língua. Em segunda instância pela escrita, pela memória escrita. Uma cultura é uma memória, qualquer coisa que se está sempre a reciclar dentro do mesmo."

Em destaque

Entradas recentes