Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

(Quase) Toda uma Vida - Jorge Sampaio

No próximo dia 19 de Março, domingo, falo com Jorge Sampaio no ciclo "(Quase) Toda uma Vida", no pequeno auditório do Centro Cultural de Belém. Começamos às 17h, a entrada é livre (sujeita à lotação da sala). 

Jorge Sampaio nasceu em 1939. Do antigo presidente da República, um recorte de uma entrevista de há uns anos: 

"Conheci Humberto Delgado, miúdo. Uma prima do lado da minha mãe, Bensaúde, uma mulher muito inteligente, uma debater, tinha estado muitos anos na América. Um dia, talvez em 56, chamou-me: “Vem cá jantar hoje um senhor que foi adido militar em Washington”. Abre-se uma porta, eu levanto-me respeitosamente, e ele diz: “Humberto Delgado, general!”. [riso] Em casa, lembro-me perfeitamente de ter dito aos meus pais: “Não percebi bem o general Delgado…”.

Do irmão Jorge, diz Daniel: “De forma semelhante ao meu pai, o meu irmão é uma pessoa antes do tempo.”
O pai era um homem objectivamente bonito, que encantava pela maneira como estava. Infatigável, com um fio depressivo. Nunca se doutorou. A mãe encharcou dois lenços na cerimónia de doutoramento de Daniel (Jorge não se lembra de ver a mãe chorar).
Os pais, a história do país contada a partir da sua história são linhas condutoras da próxima sessão.

"(Quase) Toda uma Vida" é um ciclo mensal de conversas com figuras seniores da sociedade portuguesa, no CCB. Eu conduzo.

 

Em destaque

Entradas recentes