Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

(Quase) Toda uma Vida - Maria Belo

Na próxima edição do "(Quase) Toda uma Vida", Anabela Mota Ribeiro conversa com Maria Belo. Dia 5 Fevereiro, domingo, às 17h, no pequeno auditório do CCB. Entrada livre (sujeita à lotação da sala). 

Maria Belo nasceu em 1938. É psicanalista. Cresceu numa família de tradição católica, conservadora, uma de nove irmãos. Quase foi freira, ou foi uma quase freira… Formou-se em Psicologia em Lovaina, Lacan foi um dos seus psicanalistas. Diz sobre o país em que cresceu: "Não é por acaso que a psicanálise começou tão tarde em Portugal. Para além de um processo de recalcamento que é próprio da cultura portuguesa, houve um exacerbar desse processo com a ditadura, muito mais baseada na censura da palavra que na violência física, como por exemplo em Espanha. Em Portugal não se falava. Nas famílias não se falava. As coisas eram vividas e sofridas, mas não explicitadas. E isso provoca um recalcamento muito grande relativamente ao que é de cada um."

Portugal, o quem somos, esteve desde cedo no centro da sua acção política (entre outras funções, foi deputada ao Parlamento Europeu pelo PS) e da sua investigação académica (o seu doutoramento é sobre "Cultura Portuguesa e Psicanálise"). 

Fundou a 1.ª Loja Portuguesa de Maçonaria Feminina e foi Grã-Mestre da Grande Loja Feminina de Portugal.

 

 

Em destaque

Entradas recentes