Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

(Quase) Toda uma Vida - Maria Emília Brederode Santos

Maria Emília Brederode Santos nasceu em 1942, formou-se primeiro em Letras, depois em Ciências da Educação (a sua área de estudo e trabalho). Estudou em Portugal e nos Estados Unidos. É uma reconhecida pedagoga, preside ao Conselho Nacional de Educação. 
Viveu intensamente os grandes momentos da História recente. As crises académicas dos anos 1960, o 25 de Abril, a construção da democracia, e, antes disso, a experiência do exílio, o desejo de mudar o país, o mundo. 
Coisas especiais de que podemos falar: o poema grego sobre o envelhecimento que António Sérgio lhe ofereceu, numa tradução feita por ele mesmo. Os pais consideraram o gesto pouco apropriado à criança que ela era então, ela ainda hoje sabe o poema de cor. Ou o poema Liberté, de Paul Éluard, dito pelo Gérard Philipe. Será Liberdade a palavra mais preciosa?

 

Falo com ela no dia 8 de Abril, domingo, às 17h, no pequeno auditório do Centro Cultural de Belém. 

 

O (Quase) Toda uma Vida é um ciclo de grandes entrevistas de vida a personalidades diversas, conhecidas e marcantes da vida portuguesa no último século, com periodicidade mensal.

Em destaque

Entradas recentes