Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sabiá

Fevereiro em Londres, neve, nem cinco da manhã. Estação de metro. O primeiro comboio era afinal às 5.45. Esperei quieta, sozinha, sem medo. Fiquei a ouvir os pássaros, que cantavam maravilhosamente. Pássaros nocturnos, num cenário branco. Irreal, de certa maneira. O tipo de coisa que não se pode esquecer. 
Eu paro para ouvir os pássaros. Se não tivesse ouvidos para os ouvir é que seria triste. 
Por causa do Tom Jobim, gosto de urubus e, sobretudo, de sabiás. 
Por causa dele, esta é a minha canção: 
http://www.youtube.com/watch?v=J9dOtQ6tK_k

 

 

Em destaque

Entradas recentes