Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Anabela Mota Ribeiro

(Quase) Toda uma Vida - Jorge Sampaio

17.03.17

No próximo dia 19 de Março, domingo, falo com Jorge Sampaio no ciclo "(Quase) Toda uma Vida", no pequeno auditório do Centro Cultural de Belém. Começamos às 17h, a entrada é livre (sujeita à lotação da sala). 

Jorge Sampaio nasceu em 1939. Do antigo presidente da República, um recorte de uma entrevista de há uns anos: 

"Conheci Humberto Delgado, miúdo. Uma prima do lado da minha mãe, Bensaúde, uma mulher muito inteligente, uma debater, tinha estado muitos anos na América. Um dia, talvez em 56, chamou-me: “Vem cá jantar hoje um senhor que foi adido militar em Washington”. Abre-se uma porta, eu levanto-me respeitosamente, e ele diz: “Humberto Delgado, general!”. [riso] Em casa, lembro-me perfeitamente de ter dito aos meus pais: “Não percebi bem o general Delgado…”.

Do irmão Jorge, diz Daniel: “De forma semelhante ao meu pai, o meu irmão é uma pessoa antes do tempo.”
O pai era um homem objectivamente bonito, que encantava pela maneira como estava. Infatigável, com um fio depressivo. Nunca se doutorou. A mãe encharcou dois lenços na cerimónia de doutoramento de Daniel (Jorge não se lembra de ver a mãe chorar).
Os pais, a história do país contada a partir da sua história são linhas condutoras da próxima sessão.

"(Quase) Toda uma Vida" é um ciclo mensal de conversas com figuras seniores da sociedade portuguesa, no CCB. Eu conduzo.