Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Anabela Mota Ribeiro

Rita Rato - Os Filhos da Madrugada

05.04.21
Nasceu em 1983, estudou Ciência Política e Relações Internacionais, deputada do PCP entre 2009 e 2019, desde Agosto do ano passado directora do Museu do Aljube, Resistência e Liberdade. Rita Rato é a primeira pessoa da sua família com um curso superior. Frequentou a (...)

Assunção Cristas - Os Filhos da Madrugada

04.04.21
Assunção Cristas nasceu em Luanda em setembro de 1974. Veio para Portugal no ano seguinte quando era “impossível ficar” (palavras suas remontando àquele tempo dos seus pais). É uma dos cerca de 500 mil retornados que vieram para Portugal, provindos das (...)

Tiago Rodrigues - Os Filhos da Madrugada

03.04.21
By heart é a criação mais famosa, e provavelmente a mais representada, de Tiago Rodrigues. Estreou em 2013, tem no seu coração a avó Cândida, um soneto de Shakespeare, dez espectadores que estão em palco e que aprendem um texto pequeno. By heart significa saber de (...)

Carmen Garcia - Os Filhos da Madrugada

02.04.21
Carmen Garcia é enfermeira. É a mãe imperfeita de dois rapazes, que não queria ter filhos. É uma exímia utilizadora das redes sociais; a sua página no Facebook tem 108 mil seguidores. Nasceu em Évora no dia mais quente do ano de 1986. Cresceu em democracia. Os seus (...)

Djaimilia Pereira de Almeida - Os Filhos da Madrugada

01.04.21
Djaimilia Pereira de Almeida nasceu em Luanda em 1982 e cresceu nos arredores de Lisboa. Escritora traduzida e premiada, a sua voz traz fantasmas íntimos, fantasmas coletivos, ruínas, e um amor pelas perguntas sem resposta. Estes são os pontos de partida para os seus (...)

Adriana Calcanhotto

24.03.21
Ela canta no disco novo: “A uma hora dessas/ por onde estará teu pensamento”. Pequenas variações noutros versos: por onde andará teu pensamento. Vagará teu pensamento. Passará teu pensamento. O que pensará Adriana? O que sentirá Adriana? Quem será Adriana? Ela (...)

Moreno Veloso

24.03.21
Moreno Veloso nasceu na Bahia em 1972. Tem, evidentemente, um jeito baiano de ser. É um físico atómico que sabe sambar, que samba maravilhosamente. É tentador pensar que a Física era um modo de escapar da sombra “maçante” (como repete) de ser o filho de Caetano (...)