Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Anabela Mota Ribeiro

Nápoles

05.02.19
É fácil não gostar de Nápoles. Mas depois há Caravaggio. Mas depois há aquela jovem mulher que dá o peito a um velho homem. Cena perturbantíssima. Alimenta-o, misericordiosa. Um homem que podia ser o seu pai. Dizem os estudiosos de Caravaggio que é o pai. Como (...)

Millôr Fernandes

24.01.19
Tudo se passou em três semanas de Agosto. Primeira dificuldade: encontrar o número certo para falar com Millôr Fernandes. Passo seguinte: deixar recados no gravador ao longo de dez dias. Diários. Sem resposta. O gravador atendia assim: “Fale ou fax”. Num tom de (...)

José Avillez

06.02.18
Quando o entrevistei, José Avillez era chefe do Tavares e acabara de receber a sua primeira estrela Michelin. Faz uma cozinha que não é portuguesa, nem internacional, nem de fusão. É uma cozinha não-rotulada que se parece com sons, cores, paisagens, emoções. Com a (...)

Viena

27.12.17
Klimt é um dos pintores mais amados de sempre. Quadros como O Beijo ou a comovedora imagem de uma mãe e do seu filho são ícones reconhecíveis no mundo inteiro. É dele também o Retrato de Adele Bloch-Bauer, vendido em 2006 por 135 milhões de dólares – uma das (...)

Diana, ópio do povo

30.08.17
«E então, ela viu a minha bicicleta contra a parede, montou-a e pôs-se a andar às voltas, e a tocar à campainha, a tocar, a tocar, e cantava: “Amanhã vou casar com o Príncipe Carlos, amanhã vou casar com o Príncipe Carlos”. Consigo ouvir a campainha daquela (...)

NY para principiantes

04.08.17
Nova Iorque é provavelmente a cidade mais filmada do mundo. Mitificada colectivamente, sonhada a partir dos personagens, dos enredos, põe-nos no coração da(s) história(s) num ápice. Dá-nos a sensação de estar dentro de um filme ou de já ter visto num filme o que (...)

Rio de Janeiro

09.07.17
MAC É um museu que parece uma flor. É uma obra-prima da arquitectura projectada por Oscar Niemeyer. Fica em Niterói, sobre a Baía da Guanabara. Niterói é uma cidade dormitório, ligado ao Rio por uma ponte gigante. Ninguém, senão os habitantes, percorreria os (...)