Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Anabela Mota Ribeiro

Pompeia

14.08.21
Visitar Pompeia é remontar ao ano 79 d.C., ver um lugar soterrado pela cinza do Vesúvio. Goethe visitou-a no século XVIII e ficou com a impressão de ser um “infeliz lugar”, sujeito durante séculos ao esquecimento e, uma vez descoberta, ao saque. O que podemos ver (...)

A casa de Frida e Diego

14.08.21
Viva Frida!, viva a pintora mexicana, que viveu um período de efervescência cultural e política. Viva Diego, o muralista famoso, o amante que lhe provocava o tumulto e a devolvia inteira (para usar palavras de Frida). Viveram numa famosa casa azul, em Coyoacán. Uma casa (...)

Daniel Oliveira

27.07.21
O que é que interessa o que o Daniel acha? A pergunta é dele. Daniel Oliveira é um dos mais reconhecidos opinion makers da sua geração. Truculento, convencido, raivoso. Político, e antes jornalista. Colunista do Expresso. Comentador da SIC Notícias. Alinhado, com (...)

Miguel Esteves Cardoso e Maria João Pinheiro

11.07.21
O MEC já escreveu que O amor é fodido. Vivia em Lisboa, em sofrimento, à beira de uma síncope. Tinha graça, juventude, hordas de seguidores. Agora está na fase de achar Como é linda a puta da vida (novo livro que colige crónicas dos últimos anos). Este é o tempo (...)

Officina di Santa Maria Novella

01.07.21
Há quem diga que a Officina Profumo-Farmaceutica di Santa Maria Novella é a loja mais bonita do mundo. Fica numa rua discreta de Florença, a dois passos da igreja e do convento fundado por monges dominicanos no século XIII. Vende pomadas, bálsamos, sabonetes, perfumes, (...)

Maria de Lourdes Modesto (a pretexto de um livro de queijos)

08.06.21
A conversa correu frente ao jardim. Fez-me acreditar que estava a ler um livro antigo. Levou-me até um tempo em que uma mulher separada no Alentejo profundo era estigmatizada. Levou-me até às verdades inconfessadas da natureza feminina – como quando diz que no fundo (...)

Barry Hatton

05.06.21
Em 2011, como somos? Barry Hatton tira-nos as medidas no livro Os Portugueses. “Têm o “desenrascanso”, que é uma coisa magnífica que os gajos da Troika não sabem, e que os analistas lá fora também não sabem. Deviam saber.” Portugal é o país do deixa andar, (...)