Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Anabela Mota Ribeiro

Paula Rego - Museu Picasso Málaga, 8-6-22

25.01.24
“Se eu morresse, morria com O Anjo. Levava O Anjo comigo. É verdade. Ela é ao mesmo tempo um anjo da guarda e um anjo vingador. A sua missão é proteger e vingar. Traz os símbolos da Paixão, a espada e a esponja.” O Anjofoi feito no fim da [série do] Padre Amaro (...)

O Movimento Parado do Jardim das Amoreiras

25.01.24
O Jardim das Amoreiras é um espaço de encantamento. Podemos seguir as raízes das árvores, mergulhar nas copas frondosas, encontrar Maria Helena Vieira da Silva e Arpad Szenes, mergulhar no imaginário da nossa infância com o pedo-psicanalista João dos Santos, sentir a (...)

Annie, Susana, Natalia, Tatiana: Read(S)

14.01.24
Esta manhã acordei e comecei um livro novo da Annie Ernaux. Gosto de reservar a primeira hora do dia para ler o que me apetece ler, aquilo que não está ligado ao meu trabalho, ainda que alimente e apareça sedimentado no meu trabalho. Annie Ernaux é uma escritora (...)

Porque sou feminista

10.12.23
O meu nome é Anabela Mota Ribeiro, nasci em Trás os Montes em 1971. Esta frase, tão simples, contém apenas alguns elementos de identificação. É o núcleo a partir do qual vou falar convosco sobre pequenos e grandes delírios domésticos. Por doméstico vamos (...)

Seis Propostas para este Milénio

26.11.23
Seis Propostas para este Milénio é uma série de programas da RTP3 desenvolvida a partir das “Seis Propostas para o Próximo Milénio”, de Italo Calvino. Em Outubro, teriam sido os 100 anos do escritor italiano. O livro resume /transcreve uma série de conferências (...)

Seis Propostas para este Milénio - Começar e Acabar

26.11.23
Existe um problema em terminar esta série de conversas que parte das 6 Propostas para o Próximo Miléniode Italo Calvino. Em rigor, a 6ª Proposta nunca existiu. Este conjunto de conferências, preparadas pelo escritor italiano para a universidade de Harvard, não chegou (...)

Seis Propostas para este Milénio - Multiplicidade

23.11.23
“Cada vida é uma enciclopédia, uma biblioteca, um inventário de objectos, um catálogo de estilos, onde tudo pode ser continuamente remexido e reordenado de todas as maneiras possíveis”, escreve Italo Calvino no ensaio sobre Multiplicidade. Primeira pergunta: que (...)