Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Anabela Mota Ribeiro

Alexandre Quintanilha e Richard Zimler

06.09.20
A homossexualidade é um não-assunto? Uma relação amorosa que tem 34 anos é um assunto? Falar do casamento entre pessoas do mesmo sexo, num país que o permite, continua a ser importante? E num tempo em que começa a ser feio ser preconceituoso, os exemplos são (...)

José Eduardo Agualusa e Mia Couto

06.09.20
Muxima é a palavra que em quimbundo designa coração. E amigo, como se diz? Que palavras dizem a amizade de José Eduardo Agualusa e Mia Couto? Alguns pontos de uma genética comum: livros, identidade, a vida secreta das plantas, as cores que temos e que uma menina de (...)

Tatiana Salem Levy

04.09.20
Leio a Tatiana Salem Levy desde o primeiro romance. Ou seja, desde A Chave de Casa, editado em 2007 pela Cotovia. Tenho, por isso, uma relação antiga com as suas "palavras doídas". Recentemente, a escritora desafiou-me a falar com ela na Embaixada do Brasil em Lisboa. Um (...)

Rui Cardoso Martins

04.09.20
Fala várias vezes da aflição. Da chatice que é quando nos morre alguém, da banalidade da morte, de personagens que se suicidam e que são pessoas que ele conheceu. Fala do triunfo da vida. (Assim é que tem que ser.) Se Fosse Fácil era para os Outros, o terceiro (...)

Ana Luísa Amaral

03.09.20
Publicou o primeiro livro com 33 anos. Minha Senhora de Quê. “Não estou nada arrependida de não ter publicado aos 18, 19 anos, coisa muito comum”. Tem 55 anos, acaba de publicar dois livros. Próspero Morreu, uma peça de teatro em verso e o livro de poesia Vozes. (...)

Gonçalo M. Tavares

03.09.20
Pensemos numa célula, na membrana, no núcleo. Pensemos num mundo onde os caminhos se fazem a pé, o perímetro é desafiado, o âmago procurado. Uma célula é uma célula é uma célula. Individuada, porosa, em relação com outras células, com outros sujeitos, com (...)

Ao Brás Cubas (que nasceu no mesmo dia que eu)

03.09.20
Nasci no mesmo dia de Brás Cubas, o personagem criado por Machado de Assis no final do século XIX. No Rio de Janeiro é sempre calor quando Outubro vai alto, as magnólias floriram e os grilos zumbem às três da tarde. Mas quando penso em Brás Cubas não consigo pensar (...)