Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Anabela Mota Ribeiro

Manuel João Vieira

31.12.19
Isto não é uma entrevista a Manuel João Vieira, isto é uma entrevista aos heterónimos de Manuel João Vieira. O músico, o candidato presidencial, o artista plástico. Uma destas tardes, apareceram todos lá por casa (do Manuel João, em Campo de Ourique). Ele é muitos. (...)

Herman Enciclopédia

31.12.19
Gud evenaing. Ou, se preferirem, boa noite. O espectáculo vai começar. O elenco: Lauro Dérnio, Artista Bastos, Super Tia, Mike e Melga, Felisberto Desgraçado. Mais este: - “Eu sou uma pessoa que pensa no depressa”. O senhor Engenheiro do riso alarve e estilo (...)

Nuno Markl

31.12.19
Uma entrevista é uma entrevista é uma banda desenhada/ uma fotonovela/ uma caderneta. É um tudo em um com Nuno Markl, a olhar para os melhores cromos do seu álbum. Entra o pai, entra o filho, entra a rádio, entram As Manhãs da Comercial, entra evidentemente o blazer (...)

Macau

19.12.19
Como é que se diz O Sole Mio em mandarim (ou cantonês)? O gondoleiro veste calças pretas, camisa riscada, chapéu de palha e fita vermelha. Maneja o remo com destreza, desliza na água azul-piscina. Os passeantes abraçam-se como amantes de Veneza, sorriem, tiram (...)

Deserto do Atacama (Chile)

19.12.19
Puras piedras viejas. Esta frase deve ler-se com vagar, como quem soletra, fazendo uma pausa entre cada uma das palavras. Com algum desdém. Deve ler-se com a intensidade de quem pronuncia “puras piedras” como se as duas palavras formassem um sopro, um hálito (...)

Catarina Furtado e Helena Furtado

24.11.19
A primeira coisa que surpreende é a Catarina Furtado ser sempre a Catarina Furtado. Com a mãe, numa tarde de sol, a recordar o tempo em que foi filha, mantém a fisionomia, a cadência do discurso, o riso que conhecemos da televisão. A gestualidade também é a mesma. A (...)

Berlim, cidade dos anjos

01.10.19
Começo por Potsdamer Platz. É um aglomerado de edifícios cuja arquitectura fere por ser tão exuberante. Não há vestígios do tempo (recente) em que esta era uma terra de ninguém. Nem do outro, mais longínquo, em que era uma das praças mais animadas da Europa, com (...)