Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Anabela Mota Ribeiro

O dia em que conheci Chico Buarque

19.06.24
No dia em que conheci o Chico Buarque, ele vestia uma camisola azul. Pormenor insignificante, azul inesquecível. Recomeço: no dia em que conheci o Chico Buarque, ele tinha acabado de ler um artigo que eu tinha escrito sobre Budapeste. Foi pouco depois dos meus anos, em (...)

Wilson das Neves

19.06.24
Quem é Wilson das Neves? Consulte as fichas técnicas dos discos de Michel Legrand, Sarah Vaughan, Sylvia Telles. Pergunte a Ed Motta ou a Roberto Carlos. Pergunte a Paul Simon. Mister Wilson, (como lhe chamava Tom Jobim) é o maior baterista brasileiro do século XX. Pr (...)

Sérgio Godinho

06.06.24
Sérgio Godinho, o experimentador. Poeta, além de escritor de canções, performer, realizador, desenhador, homem dos sete instrumentos. Interventor. Escreveu canções que todos sabemos de cor (Com um Brilhozinho nos Olhos, A Noite Passada, Liberdade, É Terça-Feira, (...)

Maria Bethânia

26.03.24
«Essa mulher exótica, muito chique numa foto dos anos 60, comemora 35 anos de carreira com um show no Canecão. Você sabe quem é? Veja na página 20». A legenda, datada de Novembro de 2001, ocupava a coluna da esquerda de uma página do Jornal do Brasil. A mulher (...)

Camané

21.03.24
«O amor quando se revela, não se sabe revelar, sabe bem olhar para ela, mas não lhe sabe falar. Quem quer dizer o que sente, não sabe o que há-de dizer (...) Ah, mas se ela adivinhasse, se pudesse ouvir o olhar, e se o olhar lhe bastasse, p’ra saber que a (...)

Isabel Silvestre

08.03.24
Isabel Silvestre é cantora, foi professora primária e presidente da junta. É a figura do grupo de cantares da sua terra e responsável por toda a sua dinâmica. Há alguns anos, nem ela sabe bem quantos, cantou com Rui Reininho uma canção que se transformaria num hino, (...)

Beatriz da Conceição

08.03.24
Quem é Beatriz da Conceição? Perguntem a Ana Moura e a Carminho. Perguntem a Camané. Perguntem a quem não gosta dela. Uma referência. Fadista de palavras que cortam como facas. A tia Bia tem 73 anos, nem amaciados nem derrubados pela vida. A Dona Bia exige ser tratada (...)